Blog : Músicos

Cheo Feliciano

2009-08-28 Cheo Feliciano

José Luís Feliciano Vega iniciou o seu estudos musicais numa escola em Porto Rico, no entanto, em 1952 muda-se com toda a família para Nova Iorque, onde se aperfeiçoa e continua os seus estudos.

Cheo Feliciano inspirou-se em artistas como Frank “Machito” Mon Rivera, Tito Puente e Tito Rodriguez, Cheo teve sempre um interesse especial em instrumentos de percursão, no entanto ele acabaria por ser mais famoso pela sua voz.

Cheo fez parte do famoso grupo Joe Cuba sextet, durante uma década. Durante este período as músicas que Cheo imortalizou em conjunto com o sexteto são: “Salsa y bembé”, “Callejero”, “Cachondea”, “Uma das seis”, “El Raton” e “ El Pito “, (esta última foi utilizada numa anuncio da Coca-Cola).

Em 1967, Cheo Feliciano lançou-se a solo. O seu sucesso foi imediato e cantou com nomes tão conhecidos como: Eddie Palmieri, Tito Puente, Machito entre outros grandes artistas.

Em 1969, Cheo retornou a Porto Rico com o grupo de Kako Bastar , mas acabou por ficar na ilha, devido a um problema com drogas. (Foi durante este período que ele procurou recuperação. )Cheo disse nessa altura que tinha chegado “the bottom of the barrel” e foi forçado a tomar a decisão: terminar a sua vida nas drogas ou alterá-la.

Após 3 anos de ausência devido aos tratamentos, regressou a Nova Iorque e assinou um contracto com Fania.

Lançou o seu álbum intitulado “Cheo”, que marcou uma nova era na sua vida. Os seus sucessos são “Anacaona”, “Pienso en ti”, “Mi triste problema” e “Franqueza cruel”.
(imortais estas músicas…)

Neste últimos anos dedicou-se com toda a paixão aos boleros… Deixo-vos um vídeo deste fantástico músico…
Com as suas duas melhores músicas… Apreciem…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários [1]
---

Simplemente Fernando

2009-07-23 Simplemente Fernando

Simplemente Fernando é o nome do album lançado recentemente pelo bailarino e coreografo Fernando Sosa, que tão bem conhecemos dos palcos de tantos congressos.

Pois é… agora o nosso “bambino“ canta… para além da voz foi também o criador de algumas das músicas e letras… Talentoso Sosa… A última música deste album é uma espécie de biografia ao som do piano…
:)

Simplemente Fernando é o primeiro CD de Sosa, que se estreia como cantor, com a ajuda de Massimo Scalici, criaram um CD com espirito latino e dançante…
(só ouvindo poderão perceber)
Fernando Sosa

A capa do CD é o mais típico de Fernando Sosa: fotos de si, do seu corpo e das suas tatuagens… Narcisimo… talvez, mas ouçam o CD vale a pena…
As músicas deste CD são:

1. Intro
2. Loco Por Vos
3. Locura tg
4. Carolina
5. La Sabrosa
6. Metele Pasiòn
7. Amores
8. La Fama
9. Palpitaciones
10.Descarga Tropical
11.Carolina (pop Version)
12.Zulma

A sua música tem uma forte orientação Jazz, pop e algumas músicas a fazer lembrar Nova Iorque dos anos 70, na compilação tem também uma bachata que dedica á sua picolla Carolina…

O álbum é forte, apaixonante e com algumas música surpreendentes, fazendo jus ao seu nome de bailarino conceituado…

Infelizmente este album não está à venda em Portugal, mas poderão adquiri-lo em: www.alosibla.it ou www.salsa.it

Deixo-vos um vídeo que encontrei com uma das músicas deste album, apreciem…
(ainda não existem clips online)


Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários
---

Ben Jack'son

2009-07-06 Ben Jack'son

Hoje resolvi falar-vos de algo um pouco diferente do habitual… Um bailarino conhecido no mundo da Salsa, em França…

Ben Jack’son ainda não é conhecido em Portugal, mas é presença habitual em diversos congressos de salsa franceses.

Completamente fã do cantor norte americano, mudou completamente o seu aspecto para se tornar o mais parecido com ele, quer em palco, quer na sua vida social.

Nasceu em França, em 1974. Viveu toda a sua vida completamente apaixonado pela imagem do seu ídolo, tendo, também Ben, feito diversas plásticas para ficar o mais similar possível com Michael Jackson. Podemos mesmo afirmar que teve sucesso….
:)

Deixo-vos um show de Ben Jackson, tributo ao seu ídolo…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários
---

Compay Segundo

2009-06-12 Compay Segundo

Compay Segundo nasceu com o nome de Maximo Francisco Repilado Muñoz, a 18 de Novembro de 1907, em Siboney, Cuba.

Quando se mudou para Santiago, após a morte da avó, aprendeu o ofício de enrolar charutos. Ao mesmo tempo, dava aulas de música com uma jovem. Apesar de tocar diversos instrumentos, optou pelo clarinete, fazendo parte da Banda Municipal de Música, em 1929.

Em 1930, a residir no México, fez parte do Grupo “Matamoros” até 1932, ano em que fundou a sua banda “Los Compadres”. Cantando com o cubano Lorenzo Hierrezuelo, que fazia a primeira voz e se denominava de “Compay Primo”, Maximo, enquanto segunda voz, assumiu o nome de “Compay Segundo”; tendo sido desta forma que ganhou o nome que sempre o acompanhou.
Compay Segundo
Compay Segundo também se notabilizou como actor, participando em filmes como “México Lindo”, “Tierra Brava” e no documentário “Buena Vista Social Club”.

No teatro notabilizou-se aos 94 anos, na peça “Se secó el arroyto”, concretizando um sonho de uma vida…

“Chan Chan” foi uma das músicas que mais o tornou conhecido, sendo também um título de referência no mundo da dança latina.

Deixo-vos um vídeo desta música fabulosa, cantada por todos que se juntaram para o Buena Vista Social Club



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários
---

Ibrahim Ferrer

2009-05-26 Ibrahim Ferrer

Ibrahim Ferrer é um dos mais conceituados músicos de Cuba, fez parte do Album Buena Vista Social Club. Nascido a 20 de Fevereiro de 1927, em San Luís (Santiago de Cuba) e viveu toda a sua vida em Cuba.

Filho de uma dançarina de clube nocturno, Ibrahim ficou órfão aos 12 anos, vendo-se obrigado a cantar nas ruas para sobreviver. Aos 13 anos, juntamente com o primo, apresentava-se em festas particulares numa tentativa de conseguir sustento para sair da rua.

Em 1953, juntou-se à banda de Pacho Alonso. Em 1959, mudou-se para Havana, formando o seu próprio grupo musical “ Los Bocudos ”.

Apenas após a gravação do CD e do filme Buena Vista Social Club, Ibrahim saiu, pela primeira vez, de Cuba para fazer dois grandes concertos, um em Amesterdão e o outro em Nova Iorque, no ano de 1998.

O seu último disco editado foi “ Mi sueño. A bolero songbook ”, o que permitiu a realização do seu sonho de gravar Bolero; faleceu poucos meses depois deste do lançamento deste album que era o seu sonho tornado realidade…

Vale a pena ouvir uma das suas músicas…
O seu último concerto em Chicago… Apreciem…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários
---

Neicy Campos

2009-05-05 Neicy Campos

Como é do conhecimento geral, um dos objectivos do salsabraga é a promoção e divulgação de novos talentos, tanto nacionais como internacionais. É nessa óptica que damos a conhecer a todos os que frequentam o site, novos bailarinos, músicos, bandas e Djs.

Hoje o músico que vamos dar a conhecer é Neicy Campos, natural de Caracas (Venezuela). É conhecido por “El Don Juan de la Salsa“.

O texto está em Espanhol, conforme o original que nos enviaram para a publicação.

Bibliografia de Neycy Campos

Comenzó sus inquietudes musicales en la iglesia de su parroquia a la edad de 8 años, donde se destacaba cantando en la coral. Cuando contaba con apenas 12 años comenzó sus estudios de canto en La Fundación Bigott y tiempo después conoció al famoso cantante de los años 60 y 70 Oswaldo Morales, que entusiasmado por el talento de Neicy se convierte en su profesor particular durante mucho tiempo.

A los 17 años incursiona en el mundo artístico con su propia orquesta, recorriendo gran parte del país llevando su música. Tres años después conoce al productor Moncho Martínez, quien lo lleva a participar en el programa “Cuanto Vale el Show”, donde queda como finalista. Meses mas tarde forma parte de “Son caribeño” y luego es contratado por los “Latín Boys”.

En su recorrido artístico durantes los años siguientes compartió tarima con Roberto Blades, Jerry Rivera, Roberto Lugo, Cheo Feliciano, Maelo, Manuel Guerra, Willy González y Pedro Arroyo entre otros. Cuando cuenta con 24 años decide convertirse en solista y canta autor, grabando su primer promocional “Amor Sincero” conjuntamente con otros temas, cosechando éxitos entre sus seguidores.

En 2007 graba “Ansiedad” el cual se convirtió en pocos días en un gran éxito bailado en todas las discotecas de la capital venezolana. Desde ese momento comienza la etapa de madurez artística y sus seguidores comienzan a llamarlo “El Don Juan de la Salsa”.

Desde marzo del 2009, Neicy Campos es artista exclusivo de APLAUSOS PRODUCTIONS, C.A. y presenta su nueva producción musical titulada: FANTASIA, el cual consta de 10 temas, lanzando su primer tema promocional “Mi Destino”.

Até à próxima e boas danças…


Pedro Barros

Comentários
---

Astor Piazzolla

2009-04-22 Astor Piazzola

Astor Pantaleón Piazzolla, nasceu em 11 de março de 1921, em Mar del Plata, Argentina, o único filho de Vicente “Nonino” Piazzolla e Asunta MAINETTI. Em 1925, a família muda-se para Nova Iorque, até que em 1936 volta novamente para Mar del Plata.

Começa a tocar aos 8 anos de idade aprende bandemoen e piano e a 11/30/1931 grava o seu primeiro álbum (que não foi comercializado). Somente em 1936 é que se torna violinista, por influência de Elvino Vardaro.

A sua paixão pelo Tango nasce apenas em 1938, e, com apenas 17 anos, muda-se para Buenos Aires.

Astor sente a necessidade de avançar musicalmente, e inicia os seus estudos musicais com Alberto Ginastera, em 1941 e, mais tarde, em 1943, ele estudos piano com Raúl Spivak.

Em 1946 ele compõe, “El Desbande“, considerada por Piazzolla como o seu primeiro tango, e pouco tempo depois ele começa a escrever partituras para filmes.

Entre 1950 e 1954 ele compõe uma série de obras, claramente diferente da concepção de tango na altura, e que definir melhor o seu estilo único: Para lucirse, Tanguango, Prepárense, Contrabajeando, Triunfal.

Um dos prémios que Astor ganhou foi uma bolsa do governo francês para estudar em Paris ( em 1954), e vai estudar com Nadia Boulanger, considerado o melhor professor de música da altura. Quando retorna para a Argentina (1955) ele continua com a orquestra Octeto Buenos Aires, que é o início da idade contemporânea do tango.
Astor Piazzola

Entre 1958 e 1960 ele decide ir viver para os E.U.A., onde as experiências com Jazz, Tango, com resultados negativos, e onde, por causa da morte de seu pai, em Outubro de 1959, ele escreve ao mesmo tempo em Nova Iorque o seu famoso, “Adiós Nonino”.

Entre Buenos Aires, Nova Iorque e Paris, Piazzolla reinventa-se a si e à sua maneira de ver, sentir e compor o Tango.

O seu último grupo foi o Novo Tango Sexteto, e é com este grupo que em Junho de 1989 ele toca no Teatro Ópera, em Buenos Aires na qual seria o seu último concerto, na Argentina, e começa uma extensa tournée por todo os E.U.A. e Europa.

A 4 de Agosto de 1990, em Paris, quando ele sofre um acidente vascular cerebral. Depois de quase 2 anos de sofrer as consequências deste incidente, ele morre em Buenos Aires em 4 de Julho de 1992.

Deixou os seus tangos para nos fazer sonhar…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários
---

Aventura

2009-04-10 Grupo Aventura

O Grupo Aventura foi fundado no ano de 1999, em Nova Iorque. Os elementos do grupo residiam em Bronx, mas foi em Boston que se lançaram como banda.

Os primeiros tempos da banda foram difíceis, no entanto o seu sucesso foi progressivo até atingir a proporção mundial e de serem intitulados com frequência os Reis da Bachata. A sua imagem é totalmente diferente de todos os outros bachateros, as letras tradicionais são sempre sobre amargura, desgostos, mas este grupo mudou este conceito e revolucionaram a música a nível internacional.

O seu estilo musical é original e totalmente diferente dos restantes grupos, devido a uma forte influência de vários ritmos, tais como: folk , hip hop, reggae, pop, RB, rock, etc. Algo que pode ter ajudado muito é o facto das suas músicas serem bilingues (sempre cantadas em espanhol e inglês), e, desta forma, podem chegar mais facilmente com a sua música a lugares onde predomina o Inglês.
Grupo Aventura
Mas a sua maior vitória é terem conseguido com que as pessoas que não gostavam da Bachata ou tinham vergonha de ouvir , são agora seus fãs e seguidores.

Antes de se chamarem Aventura, a sua denominação anterior era de Teenagers, chegando mesmo a lançar um CD com o título”Love Trap“.

Já com o nome Grupo Aventura as suas produções têm dois rótulos “Next Generation“ e “ Nós quebramos as regras ”.

Consta já no seu currículo, espectáculos como: Latin Music Festival, Radio City Music Hall, Madison Square Garden. Visitaram Portugal há algum tempo e estiveram na Discoteca Lagar’s em Braga, fazendo um espectáculo fantástico que a todos agradou, aquando de um dos seus maiores sucessos, a música Obsession. (Eu também estava lá presente… )

A fama do grupo continua a crescer a cada dia, foram nomeados para o Billboard Latin Music Awards e ganharam o prémio Casandra, entre outros prémios…

Deixo-vos um vídeo do seu mais recente álbum, com a música “Lagrimas”…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários [6]
---

LA 33

2009-03-08 LA 33

LA 33 são uma orquestra urbana de salsa, nascida Bogotá, na Colômbia, que fez nascer uma nova vida no mundo da Salsa e do Mambo, a sua música centra-se no Latin Jazz, mas verifica-se uma onda de musica da década de 60 e início dos anos 70, som latino em Nova Iorque, mas com novas versões e diferentes “sotaques”.

O seu nome é devido ao nome de uma rua em Bogotá chamada Calle 33, onde fica situada a sua “sede”. LA 33 foi formado em 2002, mas a sua verdadeira e primeira apresentação pública foi em 3 de Maio de 2003.

O espírito do Boogaloo renasceu com os La 33, mas o sentimento é diferente, porque vem de Bogotá: podemos confirmar esta tendência em músicas como: “Anny’s Boogaloo” e “Que Rico boogaloo”. A sua canção mais conhecida é, sem dúvida, a música “La Pantera Mambo”, tem uma bela sensação jazz, uma descarga fantástica. No entanto existem outras salsas originais dos LA33 menos conehcidas, mas dentro do mesmo género: “Suelta el bongô”, “Soledad” e “La Pelicula”.

2º Album dos LA 33 “Gozalo”, o seu segundo álbum foi lançado em 2007, é um surpreendente mistura latina com o jazz, sempre mantendo o meu nível de salseiro urbano. A capa deste CD mostra uma arte molho garrafa na frente, enquanto a traseira tem a mesma garrafa ‘vazamento’ das canções. Trata-se de uma visão da salsa dos anos 60 e 70, mas com a tecnologia e todas as influências da música do ano de 2007.

Fazem parte actualmente do LA 33: Cipriano Rojas (Congas), David Cantillo (Voz), Diego Sanchez (Bongós), Felipe Cardenas (Saxofone), Guillermo Celis (Voz), Jose Miguel Vega (Trombone), Juan David Fernandez (Timbales), Pablo Martinez (Voz), Roland Nieto (Trompete), Santiago Mejia (Teclado), Sergio Mejia (Baixo e voz) e Vladimir Romero (Trombone).

Deixo-vos um vídeo deste grupo musical fantástico…
Apreciem…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários
---

Hector Lavoe

2009-02-20 Hector Lavoe

Héctor Juan Pérez Martínez nasceu a 30 de setembro de 1946 em Porto Rico, na cidade de Machuelito Ponce.

Hector aprendeu música numa escola local e sempre inspirado por Jesús Sánchez Erazo. Aos 16 anos apenas foi viver para Nova Iorque. Na sua primeira semana a viver na cidade, ele trabalhou como o vocalista de um sexteto formado por Roberto García. Seguidamente fez parte de outros grupos tais como: Orquestra Nova Iorque, Kako All-Stars, Johnny Pacheco.

Em 1967, torna-se vocalista da banda de Willie Colón, foi durante este período que Lavoe se tornar viciado em drogas. Devido a sua irresponsabilidade e sucessivos atrasos, Colón finalmente decidiu não trabalhar com ele no palco, mas mantiveram-se bons amigos e continuaram a fazer músicas juntos em estudio.

Hector Lavoe forma a sua própria banda, gravou vários hits incluindo El cantante, Bandolera e El Periódico de Ayer ( ‘El Cantante’ foi composta por Rubén Blades , “Bandolera” por Colón e “Periódico” por Tite Cureta Alonso.)

Devido ao seu enorme sucesso e talento foi convidado para fazer parte do grupo Fania All Stars com quem fez vários concertos e gravou diversas músicas.

Em 1979, Lavoe sofreu uma profunda depressão e pediu a ajuda de um alto sacerdote (da Santeria porto riquenha) para ajudar na sua desintoxicação. Após uma breve recuperação, ele volta a cair no mundo da droga devido a morte de seu pai, do seu filho e posteriormente a sua madrasta. Estes acontecimentos, juntamente com o facto de lhe ter sido diagnosticado com o virus da Sida, afectou Lavoe a ponto de tentar suicídio, saltanado da varanda de um quarto de hotel.

Hector Lavoe sobrevive e grava ainda um álbum antes de sua saúde começar a degradar-se; ele morreu a 29 de Junho de 1993, a partir de uma complicação devido ao vírus HIV.

Deixa, no entanto, um vasto leque de músicas fantásticas, aqui um exemplo…



Espero-vos numa próxima dança…


Fernanda Duarte

Comentários [1]
---

Ferramentas

Pesquisar:


Subscrever fonte:
RSS / Atom


Onde dançar:
Ver mapa!


Traduzir:
Portuguese/English Portuguese/Spanish Portuguese/French Portuguese/German